7 de dezembro de 2010

Até que ponto Deus nos ama?

Amigos, nesses últimos dias li e ouvi muitas pessoas falarem sobre o amor de Deus. Por mais que seja algo que já sabemos e já ouvimos tanto, nem sempre paramos para pensar realmente na magnitude desse amor. Portanto resolvi discorrer um pouco sobre esse assunto.Pra falar esse assunto, vamos voltar lá no início quando Deus nos criou e nos fez à sua imagem e semelhança. No início eu imaginava que Deus estava falando que nos tinha feito fisicamente parecidos com ele, mas que me desculpem os que se dizem lindos por serem a semelhança de Deus porque eu não acredito nisso. Quando parei pra pensar no livre arbítrio percebi que é muito pequeno pensarmos em nos como imagens físicas Dele, creio que Deus nos fez parecidos com ele ao nos dar liberdade para fazermos tudo.


Se você está pensando: “o que isso tem a ver com o amor de Deus?”, pense em todas as outras religiões que você puder lembrar, em qual delas existe um Deus que não limita sua criação a seres infinitamente inferiores? Que outro Deus ama tanto suas criaturas a ponto de dar a elas a liberdade de serem parecidas com ele?

Tem uma frase de meu antigo professor de filosofia que exemplifica isso perfeitamente: “Ao trabalharmos, passamos a criar. E criando nos tornamos parecidos com Deus: o único criador”. Ou seja, Deus nos amou tanto que nos Deus a liberdade de sermos parecidos com ele.

Usar o exemplo de outras religiões me lembrou um podcast que ouvi do irmaos.com com Ed René Kvitz no qual ele fala dos 3 pilares que sustentam as religiões. Resumindo (depois escrevo um texto sobre isso) ele fala que religiões são normalmente fundamentadas em: culpa, medo ou ganância. Mas Jesus quebrou esses três pilares, e quebrou a própria religião ao fundamentar todo o relacionamento dele conosco no amor. Ao resumir toda a lei em “amar a Deus sobre todas as coisas e ao seu próximo como a si mesmo”.

Muitas religiões exigem que seus seguidores façam sacrifícios pelos seus deuses. mas Jesus jogou isso padrão pela janela. O amor de Deus é tão grande que Jesus se fez homem e se sacrificou por nós. Você conhece algum outro deus que fez de si mesmo o sacrifício em favor dos seus fiéis? Eu não.

Outra coisa que me ocorreu nesse fim de semana conversando com o @phelipemedeiros é sobre as chances que Deus deu à humanidade para que se redimisse. Calma que explico. Pense junto comigo: sabemos que Deus é onisciente, ok? Então isso quer dizer que ele sabe de todas as coisas inclusive das que vão acontecer. Correto? Então, mesmo sabendo que os homens vão voltar a pecar, ele perdoa, e perdoa, e perdoa de novo. Nada além de um amor incondicional pode explicar isso.

São inúmeras as outras evidências claras desse amor, normalmente só falamos sobre o sacrifício de Jesus, claro que essa é a demonstração maior desse amor. Mas sugiro a você que comece a prestar atenção nas outras demonstrações do amor de Deus. Porque por mais que nos digam ou que pensemos o contrário, por mais que nossa culpa dia que não, Deus nos ama e demonstra isso todos os dias.
E respondendo à pergunta que intitula esse texto: não existe nenhum ponto que limite esse amor.

Martins.

3 comentários:

  1. Passei pelo seu blogue lendo. Muito interessante. Estou lhe convidando a visitar o meu blogue e se possivel seguirmos juntos por eles. Estarei grato esperando por voce lá
    Abraços de verdade e fique com DEUS

    ResponderExcluir
  2. Deus é tão bom que não esqueceu de nada do que necessitamos, temos tudo o que precisamos.

    ResponderExcluir
  3. BOM DIA,GOSTEI MUITO DO TEU BLOG, JÁ ESTOU TE SEGUINDO ,TE ENCONTREI TRAVÉS DE UMA AMIGA,TENHO UM BLOG GOSTARIA DE TI CONVIDAR ME SEGUIR O ENDEREÇO É http://SNSDEUS.BLOGSPOT.COM/
    LEIA O POST E COMENT,VAI SER DE GRANDE BENÇÃO NÃO SÓ PR MIM MAS TABÉM PRS SEGUIDORES DO BLOG,UMA SEMANA COM TODA SORTE DE BENÇÃO FiCA COM NOSSO PAPAI!

    ResponderExcluir

Mostre o que se passa por sua cabeça. Comente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...