24 de setembro de 2008

A Música, a Igreja... E muito pano pra manga. - Parte 2


Definição de música “secular”

Na primeira parte, falei sobre o que é a música gospel e dei um breve resumo sobre sua história no Brasil.

Hoje quero falar de música secular.

O que significa SECULAR?

Um adjetivo derivado do latim saeculare, segundo os dicionários:

que se faz de século a século;
que existe há séculos, centenário;
que se refere a século;
que é muito antigo;
vetusto;
mundano, que não faz parte de ordem religiosa.


Mundano? Encontramos agora outro adjetivo famigerado no meio evangélico.
Este, derivado do latim mundanu, que segundo os dicionários significa:

relativo ao Mundo (no sentido material e transitório);
dado aos prazeres materiais;
relativo à sociedade elegante;
terreno;
temporal.


O que isso quer dizer?

Interpretando o que está nos dicionários, secular (ou mundano) é tudo aquilo que não está diretamente ligado a nenhuma religião. Tudo o que é realizado ou produzido fora dos limites de alguma religião (seja ela qual for) pode ser então classificado como secular.
Todas as nossas ações fora dos limites eclesiásticos são mundanas se partirmos dessa concepção. Como disse o Raphael:

“...Porque dividir atividades relacionadas à igreja como sendo divinas e tudo o mais que estiver fora dela como sendo secular ou pagão?...
...Pra que se referir à sua vida fora da igreja como sendo uma vida secular, viraremos todos duas caras, vivendo duas vidas?”


Mundanismo?

Outra polêmica sobre o assunto está nos próprios dicionários quando definem mundano como dado aos prazeres materiais. Aos críticos que fazem uso deste argumento, pergunto se todas as “bênçãos” pregadas pelos teólogos da prosperidade: carros de luxo, mansões, ternos de linho fino... não são também prazeres mundanos? Será que estão dispostos a falar mal de um pastor que prega que você merece ser milionário tanto quanto de um irmão que escuta Vinícius de Moraes?

E por falar em Vinícius, quero perguntar aos que se opõem a quem escuta música “secular” se ler um livro do dito poeta ou do Drummond é tão pecado quanto escutar uma música qualquer, ou se o problema é somente a música. Mas isso é assunto para o próximo artigo da série.

Música Secular:

Segundo a Wikipédia:

“a música destituída da temática religiosa. Na mundo ocidental, começou a desenvolver-se no fim da idade média, por consequência do enfraquecimento do poder da Igreja Católica, que outrora influenciava todos os aspectos da vida medieval, incluindo a música”

Ou seja, é a música sem um enfoque religioso. Porém não significa música sem qualidade nem “música do capeta”.


“A armadilha de achar que toda música não cristã ou é diabólica, ou é demoníaca, ou é do inferno, ou é esotérica, ou é consagrada a deuses, etc. Na verdade isto é puro exagero de quem pensa que vê o Diabo em tudo!”


Acerca da Bíblia
Um versículo muito usado é 2Co 4:4 que diz:

“nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus.”

Aos que usam este versículo como argumento, tenho uma coisa a dizer: os que se tornaram cegos foram os incrédulos, e não aqueles que conhecem a maravilhosa graça de Deus.

E para você? O que é música secular?




Pingar o BlogBlogs

15 comentários:

  1. Realmente, eu sou evangélico e gosto de musicas mundanas, meu preferido é o rock mas acredito que depende de cada musica. Não concordo que todas musicas mundanas sejam 'do diabo'. Mas como crente separo as musicas que vejo que não agradam a Deus.

    ResponderExcluir
  2. Eu como evangélica e musicista. Até considero a separação música gospel e a secular. Ouço e toco a música do mundo, com o devido cuidado de separar, tirar proveito do que é bom e descartar o ruim, o que não edifica de modo algum.
    Para mim, na verdade não existe de fato música gospel, existe L O U V O R, não toco na Igreja ainda, não tenho e chamado e não sou ainda qualificada por DEUS para isso. Louvor ou Música gospel, seja no ritmo que for não deve e não pode ser comparada com nenhuma outra, é suprema, é para DEUS, é um Ministério, não é para se ficar milionário e famoso (não deliberadamente) e sim para pregar e levar almas para Cristo, é para louvor e falar com o SENHOR.

    ResponderExcluir
  3. É muito bom encontrar pessoas que também não se deixam levar por rótulos e sabem reconhecer boa música de onde que que ela venha, não importa se do meio secular ou do meio gospel.

    Anonimo,
    Realmente é essa sensibilidade para destiguir o que agrada ou não a Deus que devemos ter, independente se a música é produzida ou não no meio evangélico.

    Mitch,
    Se formos considerar a raiz histórica do termo gospel ao que se refere a música, chegaremos a algo muito diferente do que vemos atualmente no "mercado". Porém se formos considerar apenas a tradução literal do termo (o que seria realmente mais prudente no atual contexto), iremos classificar como gospel todas as músicas que trazem as "boas novas".

    Mas infelizmente o que vemos é o uso do termo para rotular tudo o que é produzido no gueto evangélico.
    E há de se convir que nem todas as músicas "gospel" são mensagens das boas novas de salvação, algumas inclusive estão longe disso.

    O que vemos hoje são crentes consumindo lixo cultural porque é "gospel" e denegrindo grandes obras por não serem parte de seu mundinho.

    Abraços,
    Martins

    ResponderExcluir
  4. É verdade. O fato de ser "gospel" ou mundano não define a qualidade de uma produção musical. Como já foi colocado, precisamos filtrar o que não tem bom conteúdo. Música é universal. As influências de ritmos, harmonias e até mesmo das letras são fortes de todos os lados.

    ResponderExcluir
  5. Realmente Endrigo,
    As influências musicais hoje são muitas vezes comuns tanto para o músico cristão quanto para os músicos ditos seculares. O que temos de observar, realmente, é a qualidade da música e o conteúdo que ela carrega.

    ResponderExcluir
  6. pois e...achei legal a primeira vez q vim aki e li todos os comentarios q estao postados a vontade de esclarecer coisas q realmente naum se sabe o pq...
    mas tenho certeza q para falar de musica precisa de um conhecimento amplo do assunto muita pesquisa e busca na palavra e com Deus msm.
    a primeira vez q li tudo issu naum tinha muito o q dizer e concordava em parte...mas eu ja naum escutava a musica "mundana".simplismente pq naum tinha realmente vontade naum me acrescentava em nada...mas do q conheço achu interessante os ritmos ja estudei um pouco de musica e conheço gosto bastante de ver shows apenas de intrumentos com solos de todos os instrumentos e tal...porem a pouco tempo um amigo me mostrou uma pregaçao sobre os motivos q naum se deve ouvir musicas mundanas pq realmente dizer q so as q prestam todos q se dizem evangelicos sabem repetir issu e naum e mas novidade...mas a pergunta era e aquelas musica q naum tem nada...q e pra sua mulher sua namorada????
    mas pelo menos um pensamento q eu nunk tinha tido era q a mensagem de uma musica naum esta so na letra a melodia as notas trazem uma mensagem a todos nos e para exemplifkr ...em todo filme de terror existe aquele celebre suspense e tocam uma musica para te dar medo e é claro q funciona muito bem aquela melodia aquelas notas te passam uma mensagem q onde quer q vc escute vc lembra de algo q vc ja tenha visto...de perigo ou algo parecido...e isso comprova q sons tbm trazem msgs e issu e um fato comprvado cientifkmente.
    em um show de rock q naum sei dizer ao certo teria q ver de novo um grupo testand oa frequencia exata para gerar tumulto eles conseguiram.eles tocaram de uma maneira e conseguiram um tumulto.e um dos dpoimentos das pessoas q tocavam era " se tem um frequencia q faz as pessoas baterem o pe qual sera q as faz fechar a mao e bater???"
    entao eu tenho certeza q quando se escuta uma musica linda da mpb ou ate q se diz gospel vc tem q ver da onde vem aquela musica..quem a fez o q diz claro e que mensagem uma pessoa daquele perfil iria querer passar pra mim...sera q ela naum pode fazer uma musica de amor pra algum santo???e eu tenho certeza q a melodia a letra tudo e praquele santo e as vezes vc compartilha issu.é claro q naum e pq a musica se diz gospel q ela seja boa naum claro q naum mas e um começo para vc começar a dar uma atençao e ate se dispor a ouvir do q musicas de pessoas q sabemos q naum tem nenhuma relaçao comDeus e podem ter preparado aquela melodia pra mil coisas diferentes...bom resumindo esse o comentario...e caso alguem queira responder eu vou gostar de ouvir outras opinioes

    ResponderExcluir
  7. Acredito que não existe "música do mundo".
    Música é arte, independente de que a fez(evangélicos ou não). Algumas pessoas se recusam a ouvir músicas que "falam" de amor, paz, amizade... so porque não são escritas ou cantadas por evangélicos.
    Percebo que alguns evangélicos se auto entitulam como povo escolhido Deus e se fecham em uma "redoma de vidro" para não se contaminarem com mundo.
    Então qual seria a diferença em ouvir músicas de pessoas não evangélicas e ler Machado de Assis, ou citar poesias?
    E as músicas feitas por não evangélicos e que todos cantam : Parabéns pra você, atirei o pau no gato, o hino do clube?


    Parabéns pelo tema.

    ResponderExcluir
  8. Chará,
    Eu vivo batendo nessa tecla sobre as outras formas de arte. Não entendo essas pessoas que colocam a música "gospel" em uma redoma e dão pause em suas músicas "santas"para assistir a novela das 8.

    ResponderExcluir
  9. bom a musica "gospel" naum estaa numa redoma...alem dela ainda se tem q prestar atençao ate pq oq acontece e a msm coisa...e as poesias as formas de comunicaçao e uma so q e a palavra e vc pode analisar de forma clara o q naum acontece na musica pelo fato da melodia e varias outras coisas

    ResponderExcluir
  10. Anônimo,
    Me desculpe mas não entendi nada do que disse.

    ResponderExcluir
  11. repitindo so q esvrevendo direito...
    bom a ,música gospel não esta em uma redoma,ela simplismente parti do ponto q deveria ser algo q louva a Deus q tenha uma mensagem edificante,porem,infelizmente issu nem sempre acontece,logo o cuidado q se tem com a musica "mundana" se deve ter com a musica gospel,e o outro ponto da poesia,ela so trata de uma forma de comunicaçao(a musica não)e é bem mais facil de saber se presta ou não

    ResponderExcluir
  12. Cara,
    O problema da redoma não é onde a música deveria estar, mas onde muitos a colocam. E concordo plenamente com você no cuidado que se deve ter com todo o tipo de música, assim como devemos ter com tudo em nossas vidas. E quanto a saber se uma música presta ou não basta analisar a letra e a técnica de quem a executa (porque é horrível se escutar músicas que possuem boas poesias mas são mal executadas), a questão de ritmo é apenas gosto pessoal.

    ResponderExcluir
  13. Poxa, tenho lido vários artigos deste blog e as vezes tenho a impressão de quem fui eu quem escreveu tamanha semelhança de entendimento.
    Em relação a música eu acho que não há problema em ouvir músicas mudanas. Porém, eu não sinto a necessidade de procurar escutar esse tipo de música. Mas isso é coisa minha mesmo, eu escolhi e me sinto melhor assim. Isso não é doutrina. tanto é que quando eu quero eu procuro uma música do mundo pra escutar, sem o menor problema.
    Só que existe o outro lado também, e acho importante falar disso. O que não se pode fazer é apenas escutar músicas mudana e abrir mão de ouvir hinos que exaltem e louvem ao nome de Deus. Para mim, isso é uma atitude inconcebível para um crente. Deve haver um bom senso e procurar reter somente aquilo que é bom.
    Outro ponto é em relação ao que se deve ou não ouvir da musica secular. Todo crente tem a obrigação de expelir tudo aquilo que vai contra a palavra de Deus. Por exemplo, eu nem ameaço escutar uma música do aviões do forró. Em contrapartida o falamansa tem muita musica boa e que não exalta ao diabo.
    Mas volto a frisar, devemos ter bom senso e sabedoria.

    ResponderExcluir
  14. Bom eu gosto de ouvir muuuita musica gospel, tem dia q passo o dia inteiro ouvindo musica gospel.
    eu prefiro musica gospel pq élas edificão e são muito lindas, e tocão o meu coração a todo o momento q ousso, agora se eu colokar um funk secular isso não vai edifikar minha vida, e nen vai tocar o meu coração.
    eu não ousso apenas louvor porcausa de doutrina, eu ouso louvor pq eu gosto muuuito de adorar a DEUS, procuro sempre tar adorando e louvando ao meu DEUS, sempre procuro estar em comunhão com ele. Como eu irei estar em comunhão com DEUS ouvindo um RAP secular, ou um Rock secular, Como vou me encher do espirito santo en casa ouvindo musica secular? nunka quero perder esse amor q sinto por DEUS, e cada Vez q ousso louvor mais ainda me sinto mais prossimo de DEUS.
    o q Eu quero diser é q não podemos esquecermos do louvor, o louvor é maravilhoso ele te traz mais prossimo de DEUS, eu prefiro ouvir louvor e sómente louvor, isso é uma opinião minha, quem quer ouvir musica secular ouvi, ai é vc e DEUS.

    Obs: só coloquei anonimo pq não tenho nenhuma conta meu nome é: Fabiano

    ResponderExcluir
  15. Fabiano,
    Eu prefiro louvar a Deus com minha vida como um todo. Não é a música que ouço que vai me afastar de Deus e me esvaziar do espírito. Creio que minhas atitudes contam muito mais do que a música que ouço. Sem falar na gigantesca falta de qualidade de inúmeros artistas "gospel".

    ResponderExcluir

Mostre o que se passa por sua cabeça. Comente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...